Noticias

Apresentação pública dos casais de Santo António 2015

Os dezasseis casais que se apresentaram à cidade de Lisboa, para mais uma edição dos Casamentos de Santo António, simbolizam, para Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, a “renovação e a continuação da cidade de Lisboa”.

A apresentação à cidade de Lisboa - mas também ao mundo, graças à RTP, que uma vez mais vai cobrir toda a cerimónia dos Casamentos - contou com a presença de Graça Fonseca, vereadora da Economia e Inovação, Catarina Vaz Pinto, responsável pela Cultura e Miguel Coelho, presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.

O momento, “importante” para os casais, é também “importante para a cidade”, afirmou o autarca. “Estamos muito apostados em que, não só casem aqui, como façam a vossa vida aqui. Morem em Lisboa”, disse Fernando Medina, manifestando o “empenho” da Câmara em criar condições para que “todos aqueles que querem, possam encontrar aqui em Lisboa aquilo que as gerações anteriores conseguiram encontrar: um sítio de realização, um sítio de progresso, de bem-estar, onde consigam concretizar os vossos sonhos”.

O momento, que marcou o arranque de uma “grande maratona, que só acabará no desfile da noite das Marchas Populares”, como observou, foi testemunhado por nove, dos sessenta e um casais que disseram sim em 1965.

“Um exemplo do que todos nós queremos para as nossas vidas”, realçou Fernando Medina, “chegar tão longe, junto daqueles que amamos”. “Só verdadeiramente quem não está casado é que não percebe mesmo o grande feito que conseguiram”, considerou, bem disposto, aludindo aos “desafios de uma vida em conjunto”.

Uma vez mais com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, os Casamentos de Santo António vão celebrar-se no próximo dia 12 de junho. No final da cerimónia de apresentação, que teve lugar dia 21 de abril, no Museu de Santo António - inaugurado em 2014 - o autarca deixou ainda uma palavra de agradecimento a todos os patrocinadores que, graças ao seu “empenho  e colaboração” tornam possível esta celebração. Vestidos, fatos, alianças, viagens, jantar, são exemplos da participação das empresas, num evento que é uma marca incontornável na tradição popular de Lisboa.